top of page
  • Foto do escritorJoana

O Flagelo dos Incêndios

Chegou o Verão! Época de praia, sol, calor... e de incêndios. No nosso país, infelizmente, há já quase uma "tradição" da ocorrência de incêndios nesta altura do ano. Devido às elevadas temperaturas que atingimos, e às características da nossa floresta, temos as condições perfeitas para a existência de fogos, alguns tomando proporções verdadeiramente assustadoras. Tenho a opinião que, devido às alterações climáticas, os incêndios são cada vez mais perigosos, e perante a ocorrência de um destes fenómenos, tudo pode acontecer. Quem não se recorda do incêndio de Pedrogão Grande, em que o pior aconteceu mesmo. Quando era criança e existiam incêndios, pensávamos que o pior que podia acontecer era a destruição de habitações. Hoje, temos a prova de que podem acontecer muitas outras fatalidades.


Como cresci no campo, cresci com esta realidade. Passei pela ocorrência de alguns incêndios na minha terra, Andreus, e estive alerta para outros tantos que poderiam chegar, mas que felizmente não chegaram. Quantas noites estivemos alerta. Quantas vezes as redondezas da casa foram molhadas para tentar proteger os nossos bens. Quantas vezes corremos para os pontos mais altos, ao ouvir tocar a sirene ou os carros dos bombeiros, de forma a verificar onde "crescia" fumo. Quando estamos longe, como é o meu caso, o sentimento de impotência é ainda maior. Numa das ocasiões, estando sem novas informações durante algum tempo, e sabendo da agressividade com que o fogo "chegou" à aldeia, pensei mesmo ter ficado sem casa. Não é a minha habitação permanente, mas foi a casa em que cresci, e onde volto sempre que é possível. O desespero que se sente nestas ocasiões é indescritível.


Mas se falamos de Verão, e de incêndios, falamos também de heróis, os nossos Bombeiros. Temos dos melhores do mundo. Os bombeiros do meu concelho não são exceção, prontos para tudo o que estiver ao seu alcance, e muitas vezes pondo em risco as próprias vidas para defender o que não é deles. Eu, como tantas outras pessoas, devo-lhes muito. Mas estes homens e mulheres heróis, são seres humanos como nós, e não conseguem o impossível. E o impossível pode mesmo acontecer.

Todos sabemos que uma quantidade assinalável de incêndios são fruto de fogo posto. Mas também existem alguns que são acidentais, e evitáveis com pequenos gestos. É fundamental que todos façamos a nossa parte, e coloquemos em prática estratégias para prevenir a ocorrência de incêndios, e para minimizar os seus efeitos, caso existam.


  • Não deitar cigarros para o chão;

  • Não fazer fogueiras;

  • Limpar o terreno à volta de casa;

  • Não deixar produtos inflamáveis à mercê do fogo;

  • Não deixar crianças sozinhas em casa, e muito menos trancadas;

  • Defenda a sua casa, mas não atrapalhe o trabalho dos Bombeiros, nem se coloque em perigo.

Protejamos a nossa floresta e os nossos bens. Que não se voltem a repetir tragédias como as que já vivemos no nosso país!


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page