top of page
  • Foto do escritorJoana

Soul Frater - Parte 2

Muitas têm sido as causas que temos trazido ao Viver Alternativo. Cada uma com a sua missão, a sua história, os seus objetivos, todas elas merecem a nossa admiração e respeito. É este o caso da Soul Frater, sobre a qual já falámos anteriormente (https://www.viveralternativo.com/post/soul-frater). O seu trabalho é de tal forma admirável, que nos foi impossível selecionar apenas algumas partes do material que generosamente nos enviaram. Assim, decidimos dividir o artigo em vários posts, sendo esta a segunda parte. Conheçam um pouco mais sobre a Soul Frater!


"Zona de Intervenção

Segundo dados da UNICEF: estima-se que o número de órfãos que perderam um ou ambos os pais, em Moçambique, se situa em 2 milhões. Outras 700.00 crianças estão em risco de serem abandonadas devido ao facto de os seus cuidadores serem idosos, devido ao HIV e/ou à deterioração das circunstâncias socioeconómicas. Além disso, as crianças ficam muito mais expostas ao trabalho infantil, para obterem, muitas vezes, renda para si ou para as suas famílias.


Por isso, considerando não só o elevado número de órfãos, mas as condições socioeconómicas em que os habitantes desta região de Sofala, em particular de Búzi, ficaram após a passagem do ciclone IDAI, consideramos ser o local onde a urgência de atuação é maior e onde pretendemos implementar este projeto.


De acordo com os dados obtidos pela ação social do governo local: o distrito de Búzi tem um índice de seroprevalência de 28% e, num universo de 13.609 pessoas em TARV, 1.214 são crianças (dados referentes até ao mês de março de 2020). Além disso, este distrito é também suscetível a calamidades naturais, com destaque para ciclones e cheias. Só no ano de 2019 foi assolado por duas calamidades naturais, “cheias e ciclone IDAI e Kenneth”, que ceifaram muitas vidas humanas, deixando mais de uma centena de crianças órfãs de pais, de mães ou de ambos. As mesmas ficaram desprovidas de abrigo e alimentação, devido à destruição das suas residências.


As famílias assoladas pelas calamidades foram resgatadas, colocadas em centros de reassentamento criados pelo governo e, posteriormente, foram-lhes atribuídos espaços para a instalação de tendas provisórias para o seu abrigo. Por insuficiência de recursos financeiros, as mesmas famílias não conseguem erguer residências resilientes para garantir o abrigo condigno, estando até hoje a residir nas referidas tendas sem condições adequadas. Esta situação contribui para que muitas crianças estejam expostas a diversos males. Os casamentos precoces de raparigas são, por exemplo, uma prática comum na região de Búzi, fazendo com que muitas abandonem a escola demasiado cedo.


No mesmo estudo, constata-se ainda que o distrito de Búzi possui mais de 3000 crianças órfãs que necessitam duma assistência alimentar, escolar e de abrigo. Além destas necessidades, estas crianças estão expostas a outras causas de vulnerabilidade: pobreza extrema, doenças crónicas como HIV/SIDA, calamidades naturais (ciclones e cheias) e questões culturais (hábitos e costumes).


Por outro lado, sabemos que estarão demasiado vulneráveis à crise da Covid-19 que, tendo em conta todo o grau de pobreza da população local, as deixa desprovidas de condições humanas, físicas e sanitárias para fazer face ao problema.


Por isso, este projeto visa não só dar abrigo, alimentação e segurança às crianças em Búzi, como tenciona contribuir para atenuar a situação de pobreza local.


O nosso Percurso


Foram realizadas as seguintes atividades:


  • Criação do atelier solidário, onde voluntárias se dedicam à produção de roupas para crianças carenciadas;

  • Construção de 5 habitações em bloco, em Búzi, Moçambique, para famílias em situação de maior vulnerabilidade no Campo de Reassentamento em Guara-Guara;

  • Entrega de cabazes alimentares para famílias em situação de carência, identificadas por elementos da equipa no local ou por parceiros locais;

  • Reconstrução do telhado de uma escola;

  • Entrega de cadeiras de rodas para pessoas com deficiência;

  • Distribuição de material escolar às crianças da região de Búzi;

  • Entrega de leite em pó para crianças em amamentação;

  • Início da construção da Vila das Crianças."

Portefólio Soul Frater

Continua...


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page