top of page
  • Foto do escritorCarlita

Diário de uma Auto caravanista - #2


Na minha primeira publicação sobre a autocaravana, recebi vários comentários em relação ao título, não estava politicamente correto, assim, já está em modo oficial - sou e adoro autocaravanar. Nem sei se este verbo existe, mas mesmo não existindo é uma paixão daquelas para mim!!


Já fomos a alguns sítios: Comporta, Coruche, Santiago do Cacém, em alguns não tirei fotos - limitei-me a contemplar e em estar "desligada". Noutros até houve fotos, mas não houve tempo para escrever.


Mas aqui estou eu para partilhar este último fim-de-semana onde rumámos até Torres Vedras.



Eu vibro com isto de andar de autocaravana, independentemente do destino, gosto da sensação de ir à descoberta, de sentir que ali nada nos falta, de levantar a mão a todas as autocaravanas com que nos cruzamos. Não tenho dúvidas, eu nasci para isto.


Sempre que vamos sair, regra geral, fazemos uma pesquisa na aplicação Park4Night e depois no Google Maps, e ficámos entusiasmados com a imensidão de parque que a cidade de Torres Vedras tinha, com ASA ao lado, e portanto: ao caminho!!


Não vou dizer que não gostei, porque é sempre bom sair da rotina, estarmos os 5 em família (cookie-maria é membro ativo da família), e passearmos.

A cidade é bonita, com uma ciclovia gigante, super bem tratada e um espaço específico para os cães. No entanto, de todos os sítios que visitámos, foi sem dúvida o que me deixou mais a desejar.



Quem lá esteve e gostou, ainda bem! Mas lembrem-se, não podemos gostar todos de azul. E para nós, não é para repetir.


Tem um pormenor bastante a favor, Lidl mesmo ao lado e onde conseguimos ir a pé, é sem dúvida um ponto forte.

Agora, para mim, para nós enquanto família, não dá. Eu percebo que queiram preservar o parque e compreendo todas as políticas associadas ao assunto: mas não deixam cães entrar no parque. Não é andar na relva, é entrar mesmo no parque!



De início não demos conta e claro, fomos passear os cinco. Cookie-maria adora, e passado pouco tempo fomos chamados à atenção por um funcionário da câmara... Claro que depois começámos a perceber que não havia lá mais nenhum animal.. e que até havia vários (imensos) sinais com a designação: proibido cães!


Resultado: tivemos de nos dividir, e este não é o conceito que temos de fim-de-semana em família. Mas serve de lição, e temos sempre de passar pelos sítios para saber se gostamos ou não!



Malta, se tiverem cães, e quiserem passear com eles, não aconselho esta cidade! Se for para andar de bicicleta, é uma boa escolha!



323 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page